quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

T.P.M...ou vc já teve ou conhece alguém que tem...

Essas são apenas ALGUMAS definições
Quantas não são as mulheres que se queixam desse estágio mensal em suas vidas?
Raridade são as que não passam por ele.
geralmente quando pensamos em tensão pré- menstrual imaginamos mulheres histéricas,
jogando panela,pedra,qualquer coisa que esteja ao alcance,gritando por qualquer motivo,
resumindo parece que elas tiram forças de onde não se sabe,viram mulheres inabaláveis com o poder de desafiar o mundo,
mas temos também outra face da tpm,mulheres que ficam sensíveis,dependentes,carentes de atenção
e no final das contas,quando passa esse estágio todas se perguntam o por que de tanta crise?

Aff...ninguem merece,né!?!? :S
Vamos ver então do que estou falando...

SÍNDROME DE TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL ou T.P.M

    Também conhecida por TPM, é um conjunto de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem
 na segunda metade do ciclo menstrual podendo ser tão severos que interfiram significativamente
 na vida da mulher.
A TPM é uma desordem neuropsicoendócrina com sintomas que afetam a mulher na esfera biológica, psicológica e social.
A tendência hoje é acreditar que a função fisiológica do ovário seja o gatilho que dispara os
sintomas da síndrome alterando a atividade da serotonina (neurotransmissor) em nível de sistema
nervoso central.
O tratamento depende da severidade dos sintomas e incluem modificações alimentares, comportamentais
 e tratamentos medicamentosos.

Buaaaaaaaa...Snif
Os sintomas mais comuns incluem:

  • Nervosismo,
  • Fadiga
  •  Ansiedade (alteração do humor com sentimentos de hostilidade e raiva)
  •  Depressão (com sensação de desvalia, distúrbio do sono,)
  •   Dificuldade de concentração
  •  Cefaléia (dor de cabeça,tonturas),
  •  Mastalgia (dor ou aumento da sensibilidade das mamas),
  •  Retenção de líquidos (inchaço ou dor nas pernas),
  • Cansaço,
  •  Desejos por alguns alimentos como chocolates, doces e comidas salgadas.
  •  fome em excesso ou falta de apetite;
  • Alteração de humor
  • Desconforto abdominal

TRATAMENTOS PREVENTIVOS
    Por se tratar de uma síndrome, não existem tratamentos específicos, já que os sintomas variam muito de intensidade para cada mulher, entretanto, há medidas que aliviam os sintomas.
 
   Aconselhável ter um controle objetivo do ciclo menstrual (através de um diário) pelo período mínimo de dois ciclos.
   Devem ser excluídos outros transtornos como hiper ou hipotireoidismo, perimenopausa, enxaqueca, fadiga crônica, síndrome do intestino irritável ou exacerbação pré-menstrual de doenças psiquátricas; depressão, que pode se intensificar nesse período (magnificação pré- menstrual).
    História, exame físico cuidadoso, avaliação endócrina ginecológica quando o ciclo menstrual
 é irregular, perfil bioquímico, hemograma e TSH para excluir condições médicas que podem apresentar
sintomas que simulem uma TPM. Importante fazer o diagnóstico diferencial com a condição psiquiátrica: distúbio disfórico pré-menstrual.
     O tratamento medicamentoso inclui o manejo específico de cada sintoma e deve ser individualizado.
 A maioria dos tratamentos medicamentosos propostos não se mostraram mais eficazes do que tratamentos
placebo (progesterona, espironolactona, óleo de prímula e vitaminas B6 e E, ingestão de cálcio
 e magnésio). A fluoxetina, foi a única droga que mostrou eficácia, entretanto foi aprovada
 pelo FDA apenas para PMDD (Forma mais severa de TPM, com prevalência dos sintomas de raiva,
irritabilidade e tensão). Na Europa esta droga não é aprovada na Europa para uso nem mesmo em PMDD.
Medidas preventivas são igualmente importantes e incluem:
  

  •  orientação: explicar que a TPM não é grave e que os sintomas podem variar a cada ciclo,
 modificações alimentares com diminuição da gordura, sal(ele auxilia na retenção de líquidos),
 açúcar e cafeína (café, chá, bebidas a base de colas),
  •  fracionamento das refeições,
  •  dieta com boas fontes de cálcio (leite e iogurte desnatado) e magnésio (espinafre),
  • diminuição da ingestão de álcool,
  •  parar de fumar,
  •  realizar atividades físicas que proporcionem bem-estar,pode ser uma caminhada ao ar livre,andar de bicicleta,
  •  nadar ou passear no parque;(Caminhar realmente relaxa)
Isso ajuda a reduzir a tensão e a melhorar a autoestima;
  •  procure se arrumar, mesmo que você não vá sair de casa, isso também ajuda a elevar a sua autoestima;
Na verdade, o melhor caminho para o tratamento da TPM: consultar um médico ginecologista e
descrever para ele todos os sintomas que a mulher sente antes e depois da menstruação.

Espero que este texto tenha ajudado...


♥♥ Beijos,Beijinhos e beijõesssss ♥♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário